The Shattering World

S11 -

    Considerando o ocorrido na floresta, passamos uma semana nos organizando para a incursão na cidade de Sigrid e o combate com os minotauros. Jason conseguiu 20 flechas incendiárias mais 2 potes de fogo grego e Siv 20 javlings. Os dois ficam preparando o armamento que levaremos para a batalha. Hidron se dedicou a criar potes de cura e kit de primeiros socorros. Sigrid reforçou o treinamento para combate contra minotauros com a tropa destacada para acompanhar o grupo, inclusive Berac (que passou a usar a lança dela), além de se preparar intensivamente para a batalha contra os minotauros.
    Sigrid e Hidron seguiram pela fenda do underdark dentro do navio para selar aquela passagem. Desceram pelos túneis que Hidron já tinham passado até encontrar o local marcado com pedras especiais. Usando a wand ele selou aquela passagem e criou uma espécie de alerta, como se fosse uma camada de água que sinalizaria para clérigos de Keosenco o rompimento daquela passagem. (UPDATE Hidron inundou o poço com o navio com as águas)
    Por ser a única cidade da região que conseguiu se reestruturar e restabelecer após as invasões de minotauros, Estergras passou a ser reconhecida como capital e a região passou a ser chamada de Estershire. O comércio na região está bem movimentado e continuamos ali mais uma semana aguardando uma caravana de mercadores que teria artefatos mágicos. 
    Essa caravana era comandada por um elfo chamado Aendrias, que está chegando da mesma região de onde Jason veio. Ele traz notícias das regiões pelas quais passou, reafirmando que o povo de prata que segue o Imortal é extremamente hostil. Falou também que encontrou grupos de bárbaros mas eles aparentam estar desorganizados. Jason pergunta se Aendrias teria notícias do mago “FALTA O NOME”. Ele entrega uma carta e pede que o mercador leve para o mago quando retornar para aquela região. Aendrias diz que não ter certeza que encontrará o mago porque a terra em que ele vivia esta ruindo, apodrecendo.  A cidade do povo de prata fica a 3 meses de viagem saindo de Estergras.
    Sigrid retorna ao barco que fica na mina e desfaz o ritual.
    Saimos rumo ao acampamento de Sigrid que foi atacado. No segundo dia de viagem encontramos um clareira na qual tem uma criança amarrada em um pelourinho  um corpo no chão. Observando cuidadosamente Sigrid identifica que é uma armadilha (tem um sino ligado ao pelourinho e se mexer na criança soará um alerta). Observando ao redor identificamos 3 tropas com 5 minotauros cada e um clérigo. Atraímos um grupo para combater separadamente e usamos essa estratégia até vencer todos. Conseguimos libertar a criança e mandamos um dos batedores levá-la para Estergras e contar o que esta acontecendo.
    Seguimos pela estrada e a noite paramos em um local seguro para descansar. Desse ponto vimos um grupo de 12 minotauros passando e buscando rastros. Após rastrear essa tropa temos a ideia de criar uma emboscada para esse grupo tocando uma corneta de sinalização. Só que nessa estrada vimos um pequeno artefato semelhante a um boi. Ao tentar ver as inscrições nele Hidron dispara o alerta. Armamos o local para a emboscada, tocamos a corneta de alarme e seguimos para o acampamento atacado.Lá encontramos tudo dizimado, uns pouco humanos sobreviveram. O líder centauro trouxe o fogo do céu que destruiu tudo ali. Nas montanhas foi feito um ritual que trouxe um górgon (demônio) que é a personificação do deus dos minotauros. Hidron consegue banir o demônio antes que ele possa fazer qualquer coisa. Pegamos os 8 sobreviventes e partimos para Estergras.
    Chegando na clareira que ficava antes da ponte de acesso a cidade vemos a tropa dos minotauros em formação de ataque aguardando. Além do Minocentauro líder, tem um clérigo, um undead, 4 lanceiros e 20 minotauros. O clérigo está soando um um artefato no formato do deus deles, iniciando um ritual que abriria um portal para o demônio que despachamos na cidade saia. Começa um redemoinho ao redor da tropa e conseguimos ver os chifres enormes saindo da terra. Com uma flecha o artefato que o clérigo está usando é quebrado, interrompendo o ritual.
    O grupo luta contra a tropa de minotauros. Heitor foi morto. Ao longe vimos uma tropa saindo de Estergras para ajudar.. Evra vem correndo a frente. Quando o Minocentauro a vê fica visivelmente transtornado. Ele grita o nome dela e sua imagem começa ficar difusa. Ela olha para ele e reconhece seu irmão desaparecido. Evra fica em estado de choque, como se tivesse acontecido algum tipo de contato mental com o irmão dela. Diante da maioridade numérica dos minotauros, Hidron resolve usar a wand e cria uma onda de terra que mata praticamente todos os minotauros. O Minocentauro foge antes de ser atingido.
    Retornando para Estergras o grupo vê entre os cidadãos o Berac, sem roupa de combate, ajudando na organização. Imediatamente pensamos que um dos Beracs é o doppelganger. Perguntam a palavra secreta e o que nos acompanhou na batalha diz corretamente. Hidron e Siv correm até o outro Berac e o executam ali mesmo, causando comoção na cidade.

Comments

LucasTheSword manuskela

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.